PELAS ARTES, PELA CULTURA, POR NÓS...

Uma montra para as artes, o ponto de encontro de quem as aprecia.

Entrada  /  

Vortex Temporum de Anne Teresa De Keersmaeker/ Rosas & Ictus

Vortex Temporum

Sete bailarinos. Sete músicos.

Circunferências brancas marcadas no linóleo preto do palco.

Nos dias 29 e 30 de setembro, Anne Teresa De Keersmaeker apresenta no grande auditório da Culturgest, Vortex Temporum.

Criação apoiada de forma desinteressada na música de Gérard Grisey (1996) podemos desde logo reconhecer a importância da música contemporânea (lembrando De May, Steve Reich, George Benjamin) para as criações de Anne Teresa[1].

É desta forma que a artista belga, formada em música e mais tarde em dança, tenta aproximar a música contemporânea, a que “reflete o nosso tempo[2]”, a um público mais vasto.

Coreografia estreada em 2013, na Ruhrtriennale, na Alemanha, a coreógrafa cria um enlace entre bailarinos e músicos. Cada movimento é autêntico e significante através dos instrumentos que a ele o corresponde.  

Em círculos individuais e por vezes em grupos, os intérpretes e bailarinos tentam encontrar o caminho para o equilíbrio entre o passado, o presente e o futuro. Um vortex em que cada passo e direção tomada jamais é feita ao acaso.

Se por um lado a dança materializa a energia da música, por outro concede uma contração e dilatação dos corpos dos bailarinos como se respirassem matematicamente a musica que está a ser tocada. [3]

Não é dado espaço a movimentos ou interpretações óbvias. Anne Teresa De Keersmaeker apela ao contemporâneo. A um regresso às vanguardas artísticas que marcaram o século XX. Uma fusão da música na dança, ou da dança na música, mas sem que uma delas reconheça um papel mais relevante que a outra. São complementos para a criação final.

O público assiste ainda a uma presença real da música com a direção de Georges-Elie Octors. Os músicos em palco pertencem ao grupo Ictus e são eles Jean-Luc Plouvier (piano), Michael Schmid (flauta), Dirk Descheemaeker (clarinete), Igor Semenoff (violino), Jeroen Robbrecht (viola) e Geert De Bièvre (violoncelo).

A peça foi criada e dançada por Bostjan Antoncic, Carlos Garbin, Maria Goudot, Cynthia Loemij, Julien Monty, Michaël Pomero, Mark Lorimer.

Ficamos à espera da proxima visita de Anne Teresa De Keersmaeker. 

[1]Entrevista a Anne Teresa De Keerschmaeker por Bojana Cvejié para a edição de setembro/novembro de  2013 do Monnaie Munt Magazine. 

[2] 1]Entrevista a Anne Teresa De Keerschmaeker por Bojana Cvejié para a edição de setembro/novembro de  2013 do Monnaie Munt Magazine. 

[3]1]Entrevista a Anne Teresa De Keerschmaeker por Bojana Cvejié para a edição de setembro/novembro de  2013 do Monnaie Munt Magazine. 

 

Gérard Grisey – Vortex Temporum – 1996. 

http://https://www.youtube.com/watch?v=_b-CtDYzFTw

Bibliografia

Autor: Inês Fonseca

Licenciada em História pela Universidade Nova de Lisboa, frequenta atualmente o Mestrado em Critica, curadoria e Teoria da História de Arte na Faculdade de BelasArtes de Lisboa. Natural de Leiria, onde aos 4 anos teve a primeira experiência com a dança clássica. Frequentou durante longos anos a Escola de Dança Clara Leão. Casa do coração, onde para além do ballet, começou a frequentar aulas de dança contemporânea. Uma forte influência para as suas escolhas académicas e para a sua realização pessoal na dança.

Deixe o seu comentÁrio

Tem de estar logged in para por um comentÁrio.
Inês Fonseca

Ultimos artigos de Inês Fonseca

O webV no

PUB

logo_VandaMelo-v2

Estúdio Vanda Melo

Movimento em Consciência

logo_PCeCia-v2

PC&Cia

Assistência Técnica Informática

logo_Grafica99

GRÁFICA 99

Impressão Digital

Color Spot

ColorSpot

Consumíveis de Impressão e Escritório